Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Você conhece a história da bolsa Chanel 2.55?

Esta é uma bolsa que traz consigo, muita bagagem.

A bolsa luxuosa a tiracolo em matelassê tornou-se sinônimo da marca Chanel, bem como o pretinho básico e o tailleur de tweed. A bolsa 2.55 foi um produto-estrela do período de retorno da estilista nos anos 1950, após o famoso escândalo de seu relacionamento com um nazista durante a guerra e o período que ela ficou encoberta por Christian Dior.

Chanel claro retorna em grande estilo, mas apesar de todo marketing que a cercava Chanel ainda não estava satisfeita. A 2.55 foi foi uma criação de cunho pessoal, com cada detalhe lembrando sua evolução, origem e significado. O matelassê diagonal teria sido inspirado nos casacos dos cavalariços e nos vitrais das janelas da abadia próxima ao convento onde estudou; o forro bordo, pela cor do seu uniforme escolar; a alça de corrente entrelaçada, pelos chaveiros que pendiam da cintura das freiras… A aura de um toque católico de luxo pecaminoso é aumentada quando se descobre que o compartimento com zíper na aba da bolsa, onde ela guardava as cartas de amor que recebia. (Chanel sendo Chanel)

E por fim o nome em código. Ele registra nada mais que a data da sua criação: fevereiro de 1955.

15%

Off

Na primeira compra!

Use o cupom: BONITA